Atriz nata. Desde pequena demonstrava sua veia artística quando reproduzia as cenas das novelas em casa, vestindo e agindo como seus personagens favoritos.

Quando ainda morava em Bagé, fazia comerciais para as lojas locais, o que lhe satisfazia momentaneamente, uma vontade ainda oculta.

Deixou sua paixão pela arte adormecida para ter uma formação acadêmica, mas a arte falou mais alto...

Depois de passar um réveillon no Rio de Janeiro e ter a oportunidade de assistir as gravações de várias novelas dentro do PROJAC, há 3 metros dos atores, enlouqueceu pensando que podia fazer o mesmo.

Voltou ao Rio Grande do Sul e desde então (2011) dedica-se a estudar e se aperfeiçoar na arte da interpretação.

Diz que ser atriz é poder viver várias vidas, em várias épocas, sem perder sua própria essência e identidade.

É poder emprestar um pouco de si a um personagem e dele tirar algo.

É viver aprendendo, conhecendo, buscando o novo.